sexta-feira, 5 de junho de 2009

Cinemateca Brasileira resgata acervo audiovisual jornalístico da TV Tupi

Informe recebido por e-mail em 5 de junho de 2009.

CINEMATECA BRASILEIRA RESGATA ACERVO AUDIOVISUAL JORNALÍSTICO DA TV TUPI

Já estão disponíveis no site da Cinemateca Brasileira (www.cinemateca.gov.br) cerca de 3 mil reportagens jornalísticas da extinta TV Tupi produzidas na década de 1960. Resultado de um piloto de preservação e acesso a uma grande coleção de reportagens, o projeto Resgate do Acervo Audiovisual Jornalístico da TV Tupi permitirá difundir uma parcela do acervo construído ao longo de 30 anos de atividade da emissora (1950-1980), a primeira do Brasil. A iniciativa foi financiada pelo Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos coordenado pelo Ministério da Justiça e contou com a parceria do Arquivo Público do Estado de São Paulo.

Na época em que as reportagens foram exibidas, os roteiros originais eram lidos pelos apresentadores ao vivo e grande parte das notícias era complementada com imagens filmadas que documentavam os fatos narrados. Tanto as imagens, captadas em película 16mm, como os roteiros de locução mimeografados, fazem parte do acervo sob a guarda da Cinemateca Brasileira. Os filmes e os textos foram digitalizados e estão disponíveis no site. Ao final do projeto, serão 125 horas (cerca de 7 mil reportagens) de imagens históricas de variados telejornais da época, como Edição Extra, Diário de São Paulo, Ultranotícias e Repórter Esso, entre outros, acessíveis para qualquer usuário da rede web. O conjunto de imagens de arquivo está organizado em uma base de dados, que será atualizada periodicamente, com acréscimo de reportagens e informações.

Órgão autônomo da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura desde 2003, a Cinemateca Brasileira, além de reunir um enorme acervo de imagens em movimento e vasta documentação relativa ao audiovisual, é um pólo de informações e de difusão da cultura cinematográfica. Suas principais finalidades são a restauração e a preservação da produção cinematográfica nacional em seu conjunto e a documentação, pesquisa e difusão do cinema em todas as suas manifestações.

O Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos – CFDD – tem como objetivo a reparação dos danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico, paisagístico, por infração à ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos. O CFDD apóia entidades públicas e civis que se dediquem à recuperação de bens lesados e à promoção de eventos educativos e científicos.

2 comentários:

Rafael de Luna disse...

Entrei, experimentei e gostei. A navegação é fácil e os vídeos estão carregando com rapidez e facilidade. Aprovada a iniciativa.

renatosoli disse...

É uma pena que, em um pais sem memoria como o nosso ,a cinemateca crie tantos obstaculos para o publico ter acesso aos videos de shows e novelas da extinta tv tupi.Espero que esta digitalização do acervo jornalistico seja o inicio desta abertura para o grande publico...se não qual o sentido de guardar,conservar,restaurar etc...